Aplicação nacional das placas do Mercosul são adiadas novamente

Na última sexta-feira, 28, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) anunciou mais um adiamento para aplicação nacional das placas Mercosul.

A nova data, para que todas as unidades do Detran se adequem ao novo processo de emplacamento, passa a ser o dia 31 de janeiro de 2020. A partir de agora, não será mais obrigatória a troca de placas em caso de tranferências de propriedade do veículo.

Veja os quesitos em que a nova placa será necessária.

Para veículos novos:

  • Primeiro emplacamento.

Para veículos em circulação:

  • Troca de município e/ou estado;
  • Situações de roubo, mudança de categoria do automóvel, extravio, furto ou dano.

O visual mais simples da placa é outra novidade, com a mudança:

  • Não há mais lacre;
  • Não há mais as ondas sinuosas que cortavam os caracteres;
  • A palavra “Mercosul” estampada nos caracteres deixa de ter acabamento brilhante.

Para os veículos já adaptados ao padrão Mercosul, não há necessidade de troca. Esta já é a sexta vez que o novo processo é adiado e, segundo o Ministério da Infraestrutura, as regras atuais simplificam e reduzem os custos das novas placas.

Alice Wandrofski

Alice faz parte da equipe de jornalismo da TV Zoom. Escreve sobre os mais variados temas para o site tvzoom.com.br.

Deixe uma resposta