Candidato à Prefeitura de Nova Friburgo é alvo de denúncias nesta segunda-feira, 09

Na manhã desta segunda feira, 09, o candidato a prefeito pelo Partido Republicano da Ordem Social (PROS), Dr. Luis Fernando, foi alvo de uma ação da Polícia Civil e do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) que investigava uma denúncia anônima sobre uma quantia de dinheiro em sua casa, destinada à compra de votos populares no município.

Em suas redes sociais, o candidato informou ter permitido que os agentes vistoriassem sua casa, elogiou o trabalho do TRE e disse que não havia nada de errado.

Durante a manhã, a população associou o caso do médico à “Operação Suruí”, que também ocorreu nesta segunda-feira, em Magé, e resultou na prisão de um candidato a prefeito do local, não tendo nenhuma relação com Nova Friburgo.

Ainda segundo informações, um drone estava sobrevoando a residência do ex-secretário de saúde no momento em que a Polícia e o TRE estavam presentes. O equipamento foi apreendido e o controlador, ligado a outra sigla eleitoral, foi detido por crime eleitoral, consolidado no artigo 347 do Código Eleitoral. Sua identificação não foi revelada até o momento e segue em segredo de justiça, como informa a 151º DP.

No fim da manhã, próximo de 12h, o candidato Dr. Luis Fernando realizou uma live em sua rede social esclarecendo todos os fatos e, ressaltou que há um candidato que está realizando represálias, porém não revelou quem seria.

Em entrevista ao jornal A Voz da Serra, o candidato do PROS afirmou também que tudo não passa de uma mentira.

“Gostaria de aproveitar a oportunidade e esclarecer que um candidato foi proibido, por força de decisão da justiça eleitoral na noite de domingo, de vincular qualquer grupo paramilitar da baixada com a minha pessoa. Pois isso é uma mentira. É ‘fake news’.” – afirmou Dr. Luis Fernando.

A TV Zoom continua acompanhando o desdobramento de todos os fatos.

Por Luiz Marcelo Iezzi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *