Conselho de Ética arquiva pedido de cassação de Glauber Braga

O Conselho de Ética da Câmara dos Deputados decidiu, por votação unânime na noite de ontem, 22, arquivar o pedido de cassação do deputado federal Glauber Braga, do PSOL. A decisão seguiu ainda a recomendação do relator, o deputado Flávio Nogueira (PDT-PI), que foi contrário a cassação do mandato.

O processo foi aberto por integrantes do PSL que o acusaram de quebra de decoro parlamentar, devido a declaração de Glauber em relação ao ministro da justiça, o ex-juiz Sérgio Moro, no dia 02 de julho.

“O senhor vai estar nos livros de história como um juiz que se corrompeu, como um juiz ladrão (…) um juiz ladrão e corrompido que ganhou uma recompensa para fazer com que a democracia brasileira fosse atingida (…) é o que o senhor é, um juiz que se corrompeu, um juiz ladrão.” – Disse o deputado na sessão promovida em julho pela Comissão de Constituição e Justiça.

Após a decisão, o parlamentar postou um vídeo em suas redes sociais reafirmando a declaração “Sérgio Moro, juiz ladrão.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *