CREMERJ emite nota de repúdio a áudio de Secretária de Saúde

Após ter vazado um áudio da atual secretária municipal de saúde, Tânia Trilha, para o ex-diretor médico do Hospital Municipal Raul Sertã, Arthur Mattar, o Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro emitiu uma nota de repúdio sobre o caso.

Na nota, o CREMERJ diz que repudia “todo e qualquer tipo de coação ao médico que o iniba de praticar da melhor forma seu trabalho e possa colocar em risco a vida do paciente”.

De acordo com o Conselho, a atitude da Secretária feriu todos os princípios fundamentais do Código de Ética de Medicina. O CREMERJ cita ainda que “A Constituição Federal em seu artigo 5, afirma que ‘a vida é direito inviolável’. Nenhuma decisão judicial, lei ou qualquer decisão pode se sobrepor a esse mandamento.”

Confira na íntegra a manifestação do Conselho.

Deixe uma resposta