Delegada Danielle Bessa pode ser investigada por suposto envio de mensagens em massa para sua candidatura

A Delegada Danielle Bessa, do PSL, candidata à prefeitura de Nova Friburgo, é alvo da investigação do Ministério Público Eleitoral sobre candidatos que utilizam robôs para o envio de mensagens (propagandas eleitorais) em massa pelas redes sociais.

Desde 2019 existe a resolução 23.610/19, que combate qualquer tipo de disparo em massa de mensagens, pois segundo o Tribunal Superior Eleitoral, esse tipo de campanha ameaça a democracia.

Em junho deste ano a PL das Fake News criou rastreamento no Whatsapp e proibiu a utilização deste e de qualquer outro veículo para as mensagens em massa.

A Delegada Danielle, segundo o jornal O Globo, teria utilizado o Whatsapp para convidar eleitores de Nova Friburgo a votarem na candidata. Ainda segundo o jornal, o telefone que enviou esses textos está identificado no nome de Amanda, e registrado nos Estados Unidos.

A TV Zoom entrou em contato com a equipe da candidata, mas até o fechamento desta reportagem não obtivemos resposta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *