Diocese de Nova Friburgo emite nota oficial sobre desapropriação do Complexo Nossa Senhora das Graças

A Mitra Diocesana de Nova Friburgo se manifestou na tarde de hoje (02) sobre o processo de desapropriação do Complexo Nossa Senhora das Graças, em Olaria. Desde que a compra do espaço foi anunciada pelo município, criou-se uma polêmica sobre o futuro do local e dos projetos que ali funcionam 

Em um dos trechos do comunicado, a Diocese afirma que desde que o Colégio Nossa Senhora das Graças encerrou as suas atividades, nunca houve a intenção de colocar o espaço à venda, o que também não mudou com a desapropriação do município. Por isso, não foi um contrato de compra e venda voluntária, já que a ação foi um ato de supremacia do estado. A entidade chegou a propor que o espaço fosse alugado, o que segundo eles não foi aceito pela prefeitura.

A Mitra ainda afirmou que recorreu na justiça contra a desapropriação, mas a ação foi indeferida pelo poder judiciário. o documento ainda alega que apesar do município já ter comunicado que depositou o valor para comprar o espaço, esse dinheiro está em poder da justiça, e também não há o conhecimento do valor exato do negócio

A nota continua com um questionamento sobre a compra pela prefeitura, a Diocese afirma que não houve uma discussão sobre o preço justo a ser pago.

Por fim, a mitra reconhece que a desapropriação irá beneficiar crianças, jovens e adolescentes da região de Olaria, o que sempre foi a missão do espaço e finaliza dizendo que continua empenhada em manter os os programas sociais, pastorais e de caridade que funcionam no complexo Nossa Senhora das Graças.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.