Enem 2020: Primeiro dia tem nível recorde de abstenções

No último domingo, 17, aconteceu o primeiro dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em sua versão impressa. A prova, que ocorreu em janeiro devido um adiamento por conta da pandemia da Covid-19, teve abstenção de mais da metade dos candidatos.

Dos 5,8 milhões de candidatos aptos para realizar a prova, 2.680. 697 compareceram a esse primeiro dia de Enem, em todo o Brasil. Sendo menos da metade dos inscritos, a edição de 2020 registrou um nível recorde de abstenções ao exame. Apesar dos estudantes presentes, o índice de quem não realizou a prova, mesmo estando inscrito, chegou a 51,5%. No último domingo, os estudantes fizeram questões de linguagem, códigos e suas tecnologias, ciências humanas e suas tecnologias, além da redação, tendo como tema proposto: “O estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira”.

Sobre os candidatos faltosos, mais de 10 mil inscritos solicitaram, entre os dias 11 e 16 de janeiro, a reaplicação da prova, em virtude de doenças infectocontagiosas. O sistema para essa solicitação foi fechado no final de semana, mas voltou a ser aberto hoje, 18, para quem não poderá participar do segundo dia de prova, caso tenha algum sintoma de Covid-19 ou outra enfermidade. O prazo para esse pedido vai até ao 12h do próximo sábado, 23 de janeiro.

Participantes acometidos por doenças infectocontagiosas na véspera ou no dia da aplicação poderão apresentar exames e laudos médicos pela página do participante, entre 25 e 29 de janeiro, como previsto no edital.

Por Luiz Marcelo Iezzi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *