Governo Federal suspende a prova de vida até o fim de junho

O governo brasileiro adiou novamente a exigência para aposentados, pensionistas e anistiados da Administração Pública Federal.  O prazo da suspensão do recadastramento dos beneficiários, que terminaria no próximo dia 31 de maio, foi estendido até 30 de junho de 2021.

Para realizar a prova de vida, os aposentados e pensionistas precisam comparecer presencialmente a uma agência bancária do banco pelo qual recebam os benefícios. A suspensão da exigência da comprovação é uma medida de proteção contra a Covid-19, adotada pelo Governo Federal para reduzir a possibilidade de disseminação da Covid-19 entre os beneficiários que, na maioria, são idosos e considerados mais vulneráveis ao contágio e agravamento da doença.

Lembrando que as novas regras não afetam os aposentados, pensionistas e anistiados políticos que já estavam com o benefício suspenso até o dia 31 de dezembro de 2019 e também não se aplica ao recebimento de pensões dos beneficiários que fizeram aniversário a partir de janeiro de 2020 e ainda não fizeram a prova de vida anual, informa o Ministério da Economia.  

Sendo a solicitação aprovada, o cidadão irá receber um e-mail e o restabelecimento excepcional obedecerá ao cronograma mensal da folha de pagamento, sendo pago enquanto durar o prazo de suspensão da prova de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *