Greve dos profissionais da educação é suspensa; exigências ainda estão mantidas

Em assembleia na tarde de ontem, 03, o Sindicato Estadual de Profissionais da Educação anunciou a suspensão da greve municipal. A decisão foi tomada após o SEPE analisar os resultados de uma audiência realizada pelo Ministério Público do Trabalho, a pedido da instituição, em que a Prefeitura Municipal foi intimada a participar.

Após o primeiro diálogo desde o início da paralisação, no dia 08 de agosto, a classe aguarda agora uma nova audiência, a ser realizada no próximo dia 26/09, em que o governo prometeu levar algumas propostas no âmbito da questão salarial.

Em entrevista ao repórter Maicon Queiroz, do programa Blitz News, o diretor de comunicação do SEPE, Pedro Monnerat, afirma ainda que mesmo com a suspensão, se mantém o ‘estado de greve’. “Pode retornar muito em breve, até porque nós mantivemos aqui na assembleia, foi votado, a aprovação do estado de greve, ou seja, nós não estamos simplesmente saindo do movimento; estamos na verdade aderindo ao estado de greve que é um sinal amarelo.” Segundo o diretor, a categoria já marcou nova assembleia para o dia 27, um dia após a nova audiência; caso a Prefeitura não apresente propostas concretas, o movimento grevista pode retornar.

De acordo com o diretor também, a Prefeitura se comprometeu com o SEPE que após o retorno dos funcionários, serão pagos os descontos até dia 10, data do pagamento.

Sobre a reposição das aulas, o Sindicato só se comprometeu a conversar após o atendimento das exigências.

Deixe uma resposta