H1N1: vacinação contra o vírus Influenza pode atrasar neste ano; subsecretária explica

Em 2020, a vacinação contra a Influenza foi feita nos postos de saúde com toda a assepsia necessária, pois já estávamos na pandemia. Contudo, em 2021, contamos uma campanha de vacinação tão séria quanto, mas que anda devagar no Brasil: a da Covid-19. Como serão feitas as duas campanhas?

A campanha nacional imunização contra o vírus Influenza está prevista para começar na próxima segunda-feira, 12, porém, a Subsecretária de Vigilância em Saúde, Fabíola Braz Penna, em entrevista à TV Zoom explicou o que pode acontecer com a campanha no Estado do RJ, inclusive em Nova Friburgo.

“Há uma previsão para o início da vacinação de Influenza no dia 12 de abril, próxima segunda-feira, porém houve uma reunião com a Secretaria de Estado de Saúde, onde foi pleiteado uma possibilidade de adiamento dessa campanha em função de uma necessidade de toda a infraestrutura logística, de recursos humanos, que a gente tá tendo que deslocar para a vacinação de Covid.” – apontou Fabíola.

Segundo informações do Ministério da Saúde, o Instituto Butantan irá liberar 80 milhões de doses da vacina influenza trivalente, e serão destinadas ao público-alvo. No RJ, essa campanha pode se dar parceladamente, como a subsecretária explica:

“Como eles não vão mandar o quantitativo total, mandariam parcelados, para abertura, aos poucos, dos públicos, e os municípios estão com suas forças todas voltadas para vacinação da Covid, nós seguimos aguardando um posicionamento oficial se, de fato, quando se inicia a campanha de Influenza, visto que a gente ainda não recebeu nenhum imunobiológico no município.” – diz a subsecretária.

Segundo o Governo Federal, a meta é vacinar, pelo menos, 90% dos grupos prioritários. A campanha conta com um público-alvo estimado em 79,7 milhões de brasileiros e vai até o dia 9 de julho de 2021.

Por Luiz Marcelo Iezzi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *