Justiça decide que acusado de trancar e incendiar casa em que estava a ex-companheira irá à Júri Popular

A justiça definiu que Rodrigo Alves Marotti irá responder no Tribunal do Júri, ou Júri Popular, pelo crime de feminicídio. O caso teve grande repercussão em 2019, quando Rodrigo trancou e ateou fogo na casa em que estavam sua ex-companheira, Alessandra Vaz, e a amiga dela, Daniela Mousinho. 

O Tribunal do Júri é composto por um juiz presidente e 25 jurados. Destes, 07 são sorteados para compor o conselho de sentença, tendo a responsabilidade de afirmar ou negar a existência do fato criminoso. Assim, é o cidadão, sob juramento, quem decide sobre o crime.

O julgamento, que será presidido pela juíza Simone Dalila Lopes, foi determinado no mês de setembro, mas ainda não tem data para acontecer. As famílias das vítimas, que lutam por justiça desde o ocorrido, pedem a condenação máxima do acusado.

Foto: Reprodução/Arquivo pessoal

Por Juan Victor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *