Justiça recebe denúncia do MP que apura caso de líder religiosa que incitou preconceito

A 2ª Vara Criminal de Nova Friburgo, intitulada pelo juiz Marcelo Alberto Chaves Villas, recebeu a denúncia do Ministério Público, por meio da Promotoria de Justiça, no qual aponta crimes cometidos pela líder religiosa, Karla Cordeiro. A friburguense é acusada de praticar crimes de racismo qualificado por divulgação na mídia.

Há 10 dias, O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) denunciou Karla por praticar, induzir e incitar o preconceito e a discriminação contra as pessoas de cor preta e aquelas pertencentes à comunidade LGBTQIA+.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *