Lei que visa abrir crédito especial para o fundo municipal de assistência social é aprovada na câmara

O projeto de lei que visa abrir um crédito especial ao orçamento fiscal para o fundo municipal de assistência social foi requerido pelo atual Prefeito Renato Bravo, no valor de R$ 2.761,009,36. A votação aconteceu na manhã de ontem, 26, na Câmara de Vereadores em Nova Friburgo e foi aprovada com unanimidade, porém houve queixas por parte de alguns parlamentares.

Inicialmente a respeito dessa votação, a prefeitura emitiu um comunicado informando que a entrega das cestas básicas estava suspensa, pois eles aguardavam a votação do projeto de lei que autoriza o pagamento das cestas. Durante seu voto, o vereador Marcinho apresentou uma queixa a respeito disso.
“Eles não são coerentes, eles não são verdadeiros nesse comunicado, porquê as cestas básicas ‘tá lá’ no centro de convivência, lá no Suspiro. Me explica como é que as cestas básicas estão lá e como é que foram pagas? Não foram pagas!” disse o parlamentar.

Além de Marcinho, os vereadores Zezinho do Caminhão e Jhonny Maycon também alegaram haver irregularidades neste processo, por parte da conduta do atual prefeito, apresentando seus pareceres, mas a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) optou por levar à frente a votação. Foi levado em consideração que o projeto de lei que estava em questão, visa a população que está sendo lesada com tudo isso.

A votação foi unânime pra a aprovação da lei, mas alguns vereadores alegaram estar votando sim pensando de forma humanizada na população, mas deixando claro a indignação com a conduta do requerimento vindo do Executivo.

Por Isabella Chaboudt.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *