Manifestos contra atos de feminicídio acontecerão em Nova Friburgo

Após o ocorrido que deixou duas mulheres gravemente feridas, e culminou com a morte de Daniela Mousinho, manifestos acontecerão no Centro de Nova Friburgo, Lumiar e São Pedro da Serra contra atos de feminicídio.

O primeiro encontro será hoje, 10, às 17h, na quadra de São Pedro da Serra; Domingo, 13, o manifesto acontece em Lumiar e a concentração será na praça do local; sexta-feira, 18, a concentração será em frente ao Centro de Informações Turísticas na Praça Dermerval Barbosa Moreira.

Daniela Mousinho da Silveira, de 47 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu na manhã de quarta-feira, 09, no Hospital Estadual de Traumatologia e Ortopedia da Baixada Fluminense Vereador Mechialdes Calazans, em Nilópolis, referência em tratamento de queimados.

Daniela era produtora rural e estava na casa da amiga, artista plástica e estilista Alessandra Vaz, na noite de segunda-feira, 07, quando o imóvel foi incendiado pelo ex-companheiro de Alessandra, Rodrigo Marotti, no condomínio Parque dos Alpes na estrada Mury-Lumiar, em Nova Friburgo.

Daniela era também artesã e sempre envolvida com os eventos e a comunidade de São Pedro da Serra.

Alessandra segue internada no CTI de um hospital particular em Nova Friburgo. Segundo a unidade, ela está em estado grave, com cerca de 80% do corpo queimado. A unidade informou ainda que a vítima está respirando com a ajuda de aparelhos.

O autor Rodrigo Marotti, foi preso na terça-feira, 09, e confessou ter trancado Alessandra e Daniela no banheiro da casa e incendiado o imóvel. Ele foi transferido para uma unidade prisional no Rio de Janeiro na manhã de quarta-feira, 09.

Deixe uma resposta