Morre segunda vítima de incêndio criminoso na estrada Mury x Lumiar

O hospital particular em que Alessandra Vaz estava internada confirmou na tarde desta sexta-feira, 11, a morte da paciente. A artista plástica estava internada desde a noite de segunda-feira, 07, quando teve 80% do corpo queimado em um incêndio criminoso provocado pelo seu ex-companheiro, Rodrigo Marotti.

Alessandra é a segunda vítima do caso a falecer. A amiga, Daniela Mousinho, que também estava na casa no momento do incêndio, faleceu na manhã de quarta-feira, 09, no Hospital Estadual de Traumatologia e Ortopedia Vereador Mechialdes Calazans, em Nilópolis, após ter 90% do corpo queimado.

De acordo com o hospital, os familiares de Alessandra já estão realizando os trâmites legais, junto a Delegacia, para que o corpo seja encaminhado ao IML, já que será necessária a realização de autópsia para declarar oficialmente a causa da morte, devido o crime.

Rodrigo Marotti, foi preso ainda na noite de segunda-feira, confessou o crime e foi transferido para o sistema prisional da capital, onde responderá por duplo feminicidio.

Deixe uma resposta