Nova Faol notifica o Legislativo e transporte público será repassado à Prefeitura de Nova Friburgo

Na manhã de hoje, 1º, através de um Ofício encaminhado ao Legislativo, a direção da concessionária Friburgo Auto Ônibus Ltda (Nova Faol), disse que irá deixar a cidade por diversos impasses com o Executivo Municipal. No documento, a empresa exibiu todos os contrapontos entre a concessionária e o governo, que terá 30 dias para realizar a adequação para a troca de administração.

No início da notificação, a Faol já deixa claro que a Prefeitura será notificada da decisão da empresa na próxima segunda-feira, 05. Para comprovar a saída, a concessionária expôs que, desde setembro de 2018, o serviço não conta com um contrato de concessão e que, mesmo que tenham passado dois anos, não foi elaborado. Eles relatam a situação financeira precária da Nova Faol e o impasse que passaram nesses últimos anos e citam o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), que se dispôs a resolver o problema através de um contrato emergencial.

Quanto a isso, no documento, a atual prestadora do serviço de transporte público exibiu as sugestões entre as partes para firmar o novo Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) juntamente com o Ministério Público, que após discussões, desistiu do caso. Agora, a Nova Faol constata que sairá do município.

Sugestões

Entre as sugestões da empresa, estavam o pagamento de um subsídio para o seu equilíbrio financeiro e o aumento da passagem dos atuais R$4,20 para R$5,90 para que assim, chegasse ao nível de 745.500 passageiros transportados por mês. Além disso, a Nova Faol sugeriu que o Município fosse obrigado a comprar vale transporte para os servidores, a partir deste mês de abril.

Já o governo municipal sugeriu que a concessionária entregasse toda a documentação contábil dos últimos meses para que houvesse um estudo técnico. Além disso, a prefeitura iria fazer fiscalizações quanto ao cumprimento de Decretos Municipais, podendo, a empresa, ser passível de multas.

Após a troca de sugestões para a solução do problema, a Nova Faol informa que o Poder Executivo impôs condições, que inviabilizaram a continuação da confecção do contrato emergencial. Com isso, então, a concessionária conclui:

“Sendo assim, diante da recusa do Poder Concedente em resolver a precariedade no serviço público de transporte, a empresa vem comunicar aos Senhores Vereadores que estará notificando o Prefeito na próxima segunda-feira (05.04.2021), quanto a devolução do serviço na cidade.” – esclarece o Ofício da Nova Faol

O que diz a Prefeitura

Em vídeo publicado em suas redes sociais na tarde desta quinta-feira, o prefeito Johnny Maycon (Republicanos), esclarece que a empresa deveria ter tomado uma medida enérgica há muito tempo, já que são dois anos e meio de atraso e questiona a concessionária:

“Por que não houve um posicionamento por parte da empresa para resolver…?” – disse o Prefeito.

Johnny Maycon tranquiliza a população quanto a continuidade do transporte público em Nova Friburgo e diz que não irá admitir a passagem em R$5,90 e continua dizendo que está aberto ao diálogo para a resolução do problema e finaliza informando que, a qualquer informação, a população será notificada.

Por Luiz Marcelo Iezzi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *