Nova gasolina começa a valer no Brasil

A partir deste mês, a gasolina brasileira terá um novo padrão de especificações imposto pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Essas medidas valem para os combustíveis do tipo C (comum) e para o tipo premium, que abrange os carros esportivos. As novas especificações visam trazer o modelo da gasolina europeia para o Brasil.

Segundo o órgão governamental, as novas determinações proporcionam uma gasolina de melhor qualidade aos brasileiros. A resolução, que foi publicada em janeiro, afirmava que os produtores teriam até hoje, 03, para se adequar aos novos padrões. Nessas adequações, estão impostas as seguintes medidas:

  • Exigência de massa específica mínima:
    Sendo a quantidade de uma substância em determinado volume, a massa específica mínima é a densidade. Neste caso, cada litro de gasolina deve pesar, no mínimo, 715 gramas. No site do órgão responsável pelos novos padrões, eles afirmam que o consumo diminuirá, mas segundo especialistas, poderá aumentar. A explicação é que, quando a massa específica é muito baixa, há menor conteúdo energético por litro, então o consumo aumenta.
  • Mudança na contagem da octanagem gasolina:
    A octanagem é o nível de resistência da gasolina em constrição ao motor. Atualmente, a octanagem usada no Brasil é o MON (Motor Octane Number) em conjunto com o índice antidetonante (IAD), que, na verdade é a média entre o MON e RON. Agora, passará para o padrão de octanagem RON (Research Octane Number), usada na Europa e muitos países.
  • Nova temperatura para destilação da gasolina:
    Taxada no teto de 80ºC para a destilação, agora, a ANP estabeleceu a temperatura mínima de 77ºC para a destilação de 50% do combustível.

Além das novidades, especialistas afirmam que a nova gasolina será mais difícil de ser adulterada.

Porém, mesmo com alguns benefícios, as novas especificações trarão um custo maior para abastecimento. A gasolina começará a elevar o preço por litro ao longo dos próximos meses.

Por Luiz Marcelo Iezzi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *