Pacotão de Obras completa 1 ano e nenhum projeto foi entregue

Um ano após o anúncio do Pacotão de Obras, nenhum dos projetos apresentados foi entregue. Na época, a Prefeitura informou que R$ 25,8 milhões seriam investidos nas áreas de saúde, esporte e cultura e mobilidade urbana do município.  

Segundo o Executivo, o valor investido nas intervenções é o resultado da venda de ações da concessionária Energisa. A princípio esse dinheiro seria destinado para a compra do prédio da antiga Fábrica Ypu, porém a Prefeitura desistiu da aquisição, direcionando os recursos para reparos e novos projetos na cidade.

CICLOVIA: Entre as obras anunciadas no pacotão está a ciclovia, que foi adaptada para via compartilhada, ligando o trecho de Duas Pedras ao Paissandu. Nela foram investidos R$ 999 mil e a primeira data prevista para a entrega do projeto foi o dia 11 de novembro, porém o prazo foi ampliado em mais 90 dias, já que as intervenções ainda não haviam sido concluídas.

COBERTURA DA ESTAÇÃO LIVRE: Outro projeto do pacotão foi a cobertura da Estação Livre. Para as obras foram destinados R$ 1.032.184, 16. Os reparos tinham como prazo final o dia 09 de dezembro, mas como nos cinco meses nem o primeiro lado havia sido entregue, a Prefeitura prorrogou, no Diário Oficial de 31 de janeiro, a conclusão das obras por mais 90 dias, já que o lado norte da antiga rodoviária só será entregue nesta sexta-feira, tendo ainda que ser iniciada as obras do lado sul.

HOSPITAL RAUL SERTÃ: Quatro milhões de reais também foram investidos para obras no segundo e terceiro pavimentos do Hospital Municipal Raul Sertã, que haviam sido paralisadas por falta de recursos. O projeto prevê a ampliação das dependências da unidade, como a criação de 19 leitos para adultos, 10 infantis e cinco salas cirúrgicas. Segundo a Prefeitura, as intervenções também triplicarão o número de UTI’s do hospital. O prazo para conclusão da obra é no dia 04 de junho deste ano.

TERRENO DO SUSPIRO: Outros R$ 5 milhões foram destinados para a compra de um terreno que ampliaria a Praça do Suspiro. Embora a compra já tenha sido realizada, nenhuma outra intervenção para a ampliação do local foi feita.

PRAÇA GETÚLIO VARGAS: Ainda segundo o projeto, para a Praça Getúlio Vargas, outros 4 milhões de reais seriam investidos para a restauração do conjunto arquitetônico e paisagístico do local, que é Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Para este, há um prazo até novembro desse ano para que o termo de conclusão das obras de execução do projeto seja apresentado.

PRAÇA DE OLARIA: O Pacotão previa também uma nova praça em Olaria, que seria construída no antigo pátio de estacionamento da SMOMU, com um valor estimado de R$ 861 mil. Porém, devido as reclamações de moradores e comerciantes, essa obra foi revista, podendo o local e o investimento se tornar uma área destinada para atividades dos feirantes.

QUADRAS POLIESPORTIVAS: Reformas em quadras poliesportivas também entraram no pacotão de obras. De acordo com o governo, 7 locais seriam atendidos, porém até o momento, não há informações de reparos em nenhum deles.

AVENIDA BRASIL: Um trecho da Avenida Brasil também foi apresentado no projeto, mas ao longo desse um ano, nenhuma novidade sobre o projeto foi apresentada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *