Prefeitura divulga o ocorrido com paciente mencionado em áudio de ex-secretária de saúde

O conteúdo do áudio da ex-secretária de saúde, Tânia Trilha, vazado nas redes sociais na noite de segunda-feira, 10, mencionava um paciente.  Com tantas especulações, questionamos a Prefeitura sobre o estado do atendido.  
Em nota, o executivo informou todo o cronograma do paciente em sua passagem pelo Hospital Municipal Raul Sertã.

Confira a nota na íntegra:

 “De acordo com a direção do Hospital Municipal Raul Sertã, o paciente deu entrada na unidade em 14/01/19 para primeira internação, apresentando lesão infectada em ambos os pés, com necrose. O diagnóstico médico recomendou uma cirurgia de amputação dos membros.

Essa cirurgia, seria realizada em 18/01, mas foi contraindicada pelo profissional anestesista por conta da gravidade do quadro clínico e risco de morte do paciente. Esse procedimento foi reagendado para o dia 23, quando a unidade de saúde recebeu uma ordem judicial com pedido de leito para internação no CTI. Nesta mesma data, por falta de vaga naquela data, o paciente foi transferido para um hospital particular da cidade com os custos por conta do Município.

Ele retornou ao Hospital Raul Sertã em 24/01 e passou pela cirurgia indicada no mesmo dia e foi internado no CTI para pós operatório. Com a melhora, o paciente foi liberado para enfermaria em 29/01. Entretanto, em 03/02/19, os médicos identificaram uma piora clínica e o paciente retornou para o CTI no Hospital Raul Sertã em 05/02. No dia 07, houve nova piora clínica e o paciente veio a óbito às 12h45 de 08/02/19.”

Deixe uma resposta