“Que opere o paciente ou que ele morra” – Diz secretária de saúde em áudio vazado nas redes sociais

Vazou na última segunda-feira, 11, um áudio da Secretária Municipal de Saúde, Tânia Trilha, para o ex-diretor médico do hospital, Arthur Mattar. No arquivo ela põe questões judiciais acima da saúde de um paciente.

“Arthur, meu querido, olha só, eu preciso só que resolva. Que opere o paciente ou que ele morra, entendeu. Pra gente se ver livre do problema, mas é só o que eu preciso, porque eu preciso cumprir uma decisão judicial, você me ajuda nisso, por favor?” – Disse Tânia no áudio enviado.

O motivo pelo qual a secretária se refere desta forma em relação ao paciente ainda não foi informado. Questionamos os envolvidos, Tânia Trilha, Arthur Mattar e a prefeitura, e aguardamos respostas.

Exoneração do Cargo

No início do mês de maio, o então diretor médico do Hospital Municipal Raul Sertã, Dr. Artur Mattar, pediu exoneração do cargo. Na carta entregue à Câmara Municipal, o médico informava o desligamento da função por não compactuar com a atual gestão da Secretária Municipal de Saúde, “onde os valores judiciais são mais importantes que os valores humanos… onde a lei vale mais que uma vida”.

No dia seguinte a exoneração, a Prefeitura emitiu a seguinte nota “DECISÕES JUDICIAIS SEMPRE FORAM E SEMPRE SERÃO CUMPRIDAS. A LEI, INCLUSIVE, EXISTE PARA A GARANTIA DOS VALORES HUMANOS QUE DEVEM SER PRESERVADOS INTEGRALMENTE.”

Áudio circulando nas redes sociais

Deixe uma resposta