Sessão na Câmara Municipal é marcada por bate-boca

O anúncio do aumento da tarifa do transporte público vem gerando diversos conflitos entre a concessionária, Prefeitura e quem precisa utilizar o serviço.

O assunto agora chegou a Câmara Municipal. Na noite de ontem, 15, em uma sessão ordinária no legislativo, motoristas contestaram após a fala do vereador Marcinho, que é contra o aumento da tarifa. Os condutores alegam que, diante da situação do país, é preciso entender os dois lados da situação, tanto dos funcionários da concessionária quanto da população que utiliza o transporte.

Após dois anos sem aumento no preço da passagem, a Prefeitura alega que há necessidade do reajuste, para que não haja prejuízos na prestação do serviço e que o aumento serve de incentivo para que a empresa faça melhorias e investimentos.

Em nota enviada pela Prefeitura, foi esclarecido que por meio de esforços promovidos pelo executivo, entende-se foi gerado um desequilíbrio no contrato. A NovaFAOL vem apresentando atualizações nas planilhas de custos da operação, como aumentos do óleo diesel e outros insumos, o que justificaria o aumento da passagem.

Com o reajuste, a passagem passará de R$ 3,95 para R$ 4,20, e entra em vigor neste sábado, 17 de agosto.

Jussara Conceição

Jussara faz parte da equipe de jornalismo da TV Zoom. Escreve sobre os mais variados temas para o site tvzoom.com.br.

Deixe uma resposta