Como incluir seu desejo de doar    órgãos na Nova Carteira de    Identidade Nacional

  A recente Carteira de Identidade Nacional (CIN) já está sendo emitida para indivíduos de até 50 anos no Estado do Rio de Janeiro

 Essa informação será colocada no verso do documento e servirá para alertar a equipe médica sobre o desejo de doação

    A doação de órgãos e tecidos pode    ser realizada após a interrupção    irreversível das funções cerebrais,    conhecida como morte encefálica

Na morte encefálica, o doador pode salvar mais de vinte pessoas com córneas, coração, fígado, pulmões, rins, pâncreas, ossos, vasos sanguíneos, pele, tendões e cartilagem

    A nova carteira de identidade, disponível também em formato digital, utiliza o CPF como único número de identificação e é válida em todo o território nacional

    A emissão está sendo liberada    por faixas etárias pelo    Departamento de Trânsito do    Rio de Janeiro (Detran.RJ). 

A primeira via do documento é isenta de taxas ou pagamento de Duda.

    O decreto federal que instituiu a CIN determinou que o documento anterior continue válido no país até 28 de fevereiro de 2032.

Quer saber mais? Arrasta pra cima e leia a matéria completa!