Obras censuradas: deputados federais enviam carta de repúdio ao prefeito Johnny Maycon

Após a repercussão do caso da artista Elis Pinto, que teve obras censuradas durante uma exposição no dia internacional da mulher, parlamentares da Câmara dos Deputados emitiram uma carta ao prefeito Johnny Maycon onde manifestam perplexidade com o ato do chefe do executivo municipal de ordenar a retirada dos quadros, que retratavam as Vênus Gregas.

Em um dos trechos do documento, os deputados federais destacam: 

“Acreditamos que as obras expostas passaram por análise prévia da Secretaria de Cultura e, por isso mesmo, muito nos espantou a artista ter sido obrigada a retirar a obra por ordem da prefeitura. Não  se justifica o argumento de ofensa ao Estatuto da Criança e do Adolescente. Seria o mesmo  que alegar que uma exposição aberta ao público infantil não poderia conter a imagem de Eva no paraíso ou que crianças não pudessem visitar a magnífica obra de Michelangelo retratando David ou mesmo levantar os olhos para a cúpula da Capela Cistina. Vimos as obras da artista e reiteramos que nada havia ali que pudesse ser considerado desrespeito ao ECA.”

O documento foi assinado pelos parlamentares Glauber Braga (Psol/RJ), Jandira Feghali (PCdoB/RJ), Alice Portugal (PCdoB/BA), Benedita da Silva (PT/RJ) e Chico D’angelo (PDT/RJ).

Em nota, o governo municipal informou que acatou a recomendação da Procuradoria do Município e, tomando como base o ECA, pediu que as referidas obras não fossem expostas. O município ainda afirma que “A Estação Livre é o terminal rodoviário da cidade, com grande fluxo de crianças e estudantes, além de ser um local aberto, sem a possibilidade de realizar um filtro de classificação por faixa etária. Ressaltando que o evento também tinha uma área dedicada exclusivamente para as crianças (espaço kids)”. Sobre a opinião dos parlamentares, a Prefeitura informou que tem obrigações legais a cumprir e reitera que segue as orientações do seu corpo jurídico.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.