‘Costurando Esperança’: manifestação simbólica mostra a importância da moda íntima em Nova Friburgo

Nesta terça-feira, 20, Nova Friburgo acordou com uma manifestação pacífica, representativa e objetiva quanto a mais um setor que está sendo prejudicado com a pandemia do novo coronavírus: a moda íntima. Nova Friburgo se tornou polo nacional na produção, só que vê a pandemia como um inimigo financeiro. Por isso, empresários organizaram um ato com 897 cadeiras na Praça Demerval Barbosa Moreira, representando o quantitativo de empresas aptas ao serviço. Eles reivindicam uma revisão do rodízio de CNPJ.

A sugestão do setor é que as empresas voltem a funcionar de acordo com a capacidade de funcionários por metro quadrado e não por número de funcionários ou rodízio de CNPJ, pois muitas delas estão localizadas em locais amplos, que não comprometem a saúde dos seus colaboradores, que têm importância capital, pois sem eles não haverá mão de obra para produzir as peças já conhecidas nacionalmente. Visando a saúde e proteção da população, a Cruz Vermelha, em parceria com o manifesto, distribuiu mais de 2000 máscaras.

Segundo informações, de março de 2020 até o momento, os empresários já conseguem contabilizar uma queda nas vendas à distância em torno de 40 a 50%, e mais de 80% em vendas presenciais.

Imagem: Divulgação/Costurando Esperança

Por Luiz Marcelo Iezzi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *