Hospital Raul Sertã é alvo de suposta denúncia de servidor; Conselho Regional de Medicina responde

Na tarde da última segunda-feira, 30, um áudio de um suposto servidor público da saúde vazou contendo uma denúncia da precariedade do setor ortopédico do Hospital Municipal Raul Sertã. O conteúdo, que dispunha de mais de 6 minutos de reprodução, relatava a ausência de insumos básicos e cirúrgicos no Raul Sertã. Ao longo da tarde de hoje, 01, o Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro (Cremerj) se manifestou quanto ao fato.

Após o começo da circulação do áudio, que se espalhou rapidamente por Nova Friburgo, houve uma desconfiança quanto a veracidade das informações. No conteúdo, foi citado o nome do chefe da ortopedia do hospital, Helber Canelhas do Carmo, que havia notificado tal servidor (emissor do áudio) sobre a falta de insumos básicos como: atadura e gesso para os mínimos atendimentos no setor da ortopedia.

Ainda segundo o conteúdo do áudio, a prefeitura, a Secretaria Municipal de Saúde, o Ministério Público, entre outras autoridades estavam cientes da falta desses materiais no Hospital Raul Sertã há dois meses, porém, nada fizeram. Foi falado sobre kits cirúrgicos, que também estavam próximos do fim. O suposto servidor expôs ainda no áudio, que iria divulgar a situação do hospital à população para que assim, todos tomassem conhecimento da estrutura da rede pública de saúde da cidade.

Em contraposto, a Prefeitura de Nova Friburgo emitiu uma nota no início da noite de ontem, 30, em suas redes sociais, afirmando que se preocupa com a ortopedia do Hospital Raul Sertã e que as empresas que fornecem os insumos para a unidade hospitalar já foram notificadas a regularizar a situação. A prefeitura ainda alega que todos os trâmites burocráticos para a aquisição desses insumos estão corretas. E, além disso, o governo municipal, afirma veementemente, que a Secretaria de Saúde tem trabalhado incansavelmente para levar a saúde digna à população e lamenta por aqueles que trabalham visando um interesse pessoal.

Visto todo este fato, o Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro (Cremerj) também emitiu uma nota em seu portal oficial dizendo que entrará com uma ação judicial contra a Prefeitura de Nova Friburgo, devido a situação calamitosa do setor ortopédico do Hospital Municipal Raul Sertã. O conselho ainda frisa que o governo municipal vem sendo sinalizado dos problemas na ortopedia do hospital municipal e que, recentemente, fez duas fiscalizações no Raul Sertã e levou os relatórios ao Ministério Público (MPRJ) para que assim, sejam tomadas as devidas providências.

Por Luiz Marcelo Iezzi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *