Alerj firma acordo com universidade e garante 20 mil bolsas de estudo

A Alerj (Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro) por intermédio do presidente, Deputado André Luiz Ceciliano, e a Universidade Estácio de Sá, que reúne quase 40% de todos os estudantes de ensino superior do estado do Rio, estabeleceram um compromisso que garante as isenções integrais de mensalidade ou condições flexíveis de pagamento, por cada mês de quarentena no estado.

Além disso, ficam assegurados, para o semestre em curso, as condições de bolsas já concedidas aos 210 mil alunos no estado. A medida é uma das mais amplas no sentido de proteção econômica da população durante a crise por conta no novo coronavírus.

A universidade se compromete a isentar, integralmente, 20 mil mensalidades para cada mês de quarentena, além de flexibilizar o prazo de pagamento de outras 20 mil mensalidades. Para ambos os casos, serão priorizados os alunos que tenham perdido o emprego durante o período da quarentena e que tenham a menor renda familiar.

As medidas serão aplicadas ao término deste semestre letivo, 2020.1, no momento da renovação para o próximo. O regulamento completo será publicado nos próximos dias no portal da Estácio (portal.estacio.br). As medidas de proteção perdem sua validade apenas na eventualidade de dispositivos legais, administrativos ou judiciais alterarem a política de mensalidades do setor de ensino superior.

A Estácio também vem colaborando com o governo para amenizar o impacto da pandemia da COVID-19. Em uma semana, a instituição conseguiu colocar 300 mil alunos presenciais de todo o país estudando em casa, interagindo ao vivo com o mesmo professor que tinham nas suas unidades, no mesmo horário de suas aulas. A solução está tornando possível o cumprimento do calendário acadêmico. Todos os cerca de 8.000 professores da instituição estão engajados na ação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *