Lodo no sistema de tratamento de esgoto em Nova Friburgo está sendo transformado em fertilizante

Desde o dia nove de junho, a concessionária responsável pelo tratamento de esgoto no município, a Águas de Nova Friburgo, tem destinado parte do lodo gerado nas estações para o processo de compostagem, transformando-os em um fertilizante rico em nutrientes para o solo. As pesquisas para implantação dessa medida tiveram início em setembro de 2020 e já na primeira coleta, cerca de oito toneladas foram disponibilizadas para reciclagem.

O adubo orgânico gerado nesse processo servirá para recuperação de áreas degradadas e também no plantio de árvores. Além de ser um resíduo favorável ao meio ambiente, a proposta apresenta uma significativa redução de custos com transporte e disposição.   

“Entendemos que, em um futuro próximo, a aplicação desse material em aterros sanitários se tornará inviável e muito cara. Estamos nos antecipando e buscando alternativas sustentáveis e com custos menores”, disse o analista de pesquisa e tecnologia do grupo Águas do Brasil, Lucas Rachid.   

A expectativa é de que cerca de 360 toneladas de lodo sejam enviadas por ano para a Videverde Compostagem, empresa escolhida para realizar o serviço de coleta e reciclagem. A entidade fica na cidade de Cachoeiras de Macacu, próxima à Nova Friburgo, e foi a primeira a receber licença de operação pelo INEA no estado do Rio de Janeiro para atuar no segmento.   

“Práticas sustentáveis são uma realidade. O nosso time de especialistas está sempre em busca de alternativas alinhadas à preservação ambiental. Esse é o caminho para um futuro com qualidade de vida e recursos naturais preservados”, destaca o superintendente da Águas de Nova Friburgo, João Sá. 

Por Isabella Chaboudt.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *