Possível atraso no pagamento dos salários da Nova Faol faz sindicato se posicionar

A nossa equipe teve conhecimento, na manhã de hoje, 05, de um possível fracionamento no pagamento dos salários dos funcionários da empresa de ônibus Nova Faol. Nossa equipe entrou então em contato com o Sindicato dos Condutores de Veículos Rodoviários, e por telefone, falamos com o Adegilson que é o diretor do sindicato. Segundo ele, pela lei, hoje, que é o quinto dia útil do mês, deveria ser quando eles estariam recebendo esse salário, porém, não havia ainda uma certeza se o salário seria pago até então.

Ele afirmou que teria a possibilidade de acontecer como em dezembro, quando os salários foram fracionados. Falou ainda que essa informação não partiu de um comunicado oficial da empresa, mas que de comentários entre os próprios funcionários nos últimos dias. E foi a partir disso que o sindicato teve ciência desta situação.

O órgão tomou então a iniciativa de tornar a situação pública, devido a uma preocupação da mesma circunstância de dezembro se repetir. Então, optaram por falar sobre, para alertar as autoridades, pois, segundo eles, essa situação não pode se tornar recorrente.

O diretor do sindicato disse também que irá aguardar até o dia de hoje, para ver se a empresa pagará os salários, e caso não, eles irão voltar a público para se manifestar.

Nossa equipe entrou em contato com a Nova Faol, e recebemos o seguinte pronunciamento:

A Direção da NOVA FAOL informa que, face às extremas dificuldades financeiras que se abatem sobre o setor de transporte coletivo nacional, sendo agravadas pela perda significativa de passageiros pagantes, sobretudo neste cruel período de pandemia, está sendo obrigada a parcelar o devido pagamento de seus Colaboradores, a partir desta sexta-feira, dia 05/02, pretendendo cumprir integralmente com as suas obrigações patronais, no decorrer da próxima semana, impreterivelmente. Por oportuno, esclarecemos que a Concessionária está mantendo diálogos constantes com o Poder Concedente, com o objetivo principal de buscarmos o inadiável equilíbrio tarifário, indispensável para a continuidade regular dos serviços prestados, sem transtornos à digna população Friburguense. Agradecemos a necessária compreensão de todos os envolvidos, na certeza que unidos em torno da mesma finalidade, poderemos superar os desafios que se apresentam permanentemente.

Contatamos também a prefeitura de Nova Friburgo, pois a mesma foi mencionada ainda sobre o atraso no quitamento dos subsídios para a Nova Faol, porém não obtivemos uma resposta até o fechamento desta matéria.

Por Isabella Chaboudt

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *